24 de jan de 2009

Sophia

Sophia - poeira estelar -


- Sabia que os seus amigos acharam que eu era seu pai ?

- Fui eu que disse isso pra eles.

Aqueles olhos traquinas com a maquiagem borrada de choro, encarando-me sem desviar. Uma dor doce, quase um arrependimento.

- Você quer voltar pra casa?

- Já estou em casa.

Vestindo somente a lingerie preta, contrastante com a brancura do corpo. Admiro a beleza que roubei do berço de ouro, para prender ao orçamento de professor universitário.

- Café ?

- Bem forte, o melhor do mundo, o seu.

Sou um homem perdido, em meio as brumas vaporizadas de uma beleza jovem.

Um comentário: